Sabe aqueles jogos antiquíssimos, que eram totalmente textuais? Stories Untold é baseado neles, mas com uma pegada totalmente nova. Será que ele conseguiu renovar o gênero? É o que veremos aqui.


Ficha Técnica

Título: Stories Untold

Plataforma: Nintendo Switch

Tamanho: 2,1GB

Desenvolvedora/Publicadora: No Code/Devolver Digital

Jogadores: 1

Em Português: Sim, legendado

Gênero: Adventure/Suspense

Save na Nuvem: Sim

Classificação: 17+


 

História/Jogabilidade

Em Stories Untold é dificil falar de História e Jogabilidade separadamente, pois ambos são intimamente interligados. Assim como os antigos jogos textuais, da década de 70 e 80, seus comandos são dados em textos. Entretanto, os textos já são previamente padronizados, bastando o jogador escolher a função, como Ver, Ir, Usar, ou Abrir, variando estas opções apenas conforme o lugar e a história a ser contada. Dentro de uma casa, por exemplo, o texto descreve o ambiente detalhando algumas partes interessantes, abrindo uma gama de opções para cada função, como “Ver a chave”, “Abrir a janela”, e por aí vai.

São quatro histórias contadas, cada uma com suas experiências individuais e sem conexões diretas. Cada história é dividida em dois momentos diferentes e a maior parte de sua jogabilidade é textual, com um ou outro momento em que é necessário interagir com outras coisas que não sejam o computador.

Stories Untold é um jogo que depende de muita investigação, observação e, principalmente, imaginação. Em alguns momentos do jogo é preciso visitar todas as salas possíveis, interagir com os objetos, ler o que for necessário, e ir fazendo mapas mentais para você não se perder. E, claro, tudo isso em texto.

Arte

Visual

Seu visual é simples, mas bonito. As imagens são em alta definição, e, por mais que todo o jogo ocorra, a maior parte do tempo, vendo um monitor e um teclado, os objetos ao redor mudam, sendo possível interagir com eles dependendo da história que está jogando, sendo que às vezes isto se torna é até necessário.

Não há muito mais o que falar aqui, a iluminação e os efeitos visuais são competentes. Como o jogo ocorre basicamente de forma textual, a função da parte visual é a ambientação, e isso ocorre muito positivamente, pois, nos momentos em que são necessários, luzes acende e apagam, há alguns focos visuais e outros efeitos, somando à sensação de suspense do jogo.

Trilha sonora

Stories Untold já é competente criando uma ótima ambientação apenas com interação direta com os computadores e outros equipamentos, sendo necessário apenas a imaginação. A parte visual, somada à trilha sonora, ajuda muito nisso.

Os efeitos sonoros são ótimos, desde o barulhinho do computador até a voz de outras pessoas conversando com o jogador, que dão ordens ou simplesmente comentam o que está acontecendo. As músicas também, são toquinhos agradáveis e, por mais que tenham loop, não dão a impressão de eterna repetição, pois é bem sutil.

Veredito

Stories Untold tem a proposta inicial de renovar os antigos jogos em texto, acrescentando muitos elementos com o intuito de dar mais suspense ao clima e ambientar o jogador. O jogo faz isso dando mais opções de jogabilidade. Além de somente textos com opções pré-estabelecidas é possível interagir com outros equipamentos quando necessário, sempre fazendo parte da história. O jogo cumpre o que prometeu, sendo que toda sua questão artística auxilia essa proposta.

Recomendo o jogo para quem quer experimentar uma jogabilidade nova, para quem já jogou e gosta de jogos textuais ou de uma experiência imersiva na história.

Caso você pense em comprar, tenha alguma dúvida ou já jogou o jogo, deixe nos comentários!!


Trailer do jogo


*Essa análise foi feita com uma cópia disponibilizada pela produtora.