Desenvolvido por uma inusitada parceria entre a já consagrada produtora de jogos de luta Arc System Works e a menos popular French Bread, Under Night In-Birth EXE – ou simplesmente UNIB – é a mais uma criação da casa de Guilty Gear.

Lançado originalmente no distante ano de 2012 para arcades, vem recebendo diversas atualizações para os consoles, até finalmente a versão para o Switch (Late [cl-r]) lançada em 20 de fevereiro.

Como já é tradição nos jogos da Arc System Works, UNIB tem cara de anime, ação frenética e um Plot interessante. Contudo será que apenas isso basta para sustentar um bom jogo de luta, balanceado e com pretensões no cenário competitivo?

Vamos juntos descobrir nas próximas linhas deste Review.

Lindo estilo anime

Ficha Técnica

Título: Under Night In-Birth EXE: Late [cl-r]

Plataforma: Nintendo Switch

Tamanho: 3.3 GB

Desenvolvedora/Publicadora: Arc System Works / French Bread

Jogadores: 2

Em Português: Não

Gênero: Luta

Save na Nuvem: Sim

Classificação: 13 Anos


Os Vazios e Os Nascidos

O jogo se passa na terra em uma versão futurística do nosso planeta em meados do século XXI. Segundo o enredo, periodicamente nosso planeta sofre de um fenômeno chamado de Noite Vazia (Hollow Night).

Durante a Noite Vazia, seres sobrenaturais conhecidos como os Vazios (Hollow) ficam livres e vagando pela Terra. Nem todos os seres humanos são capazes de vê-los ou mesmo de senti-los. Algumas poucas pessoas possuem essa habilidade e justamente por isso passam a ser perseguidos pelos Vazios para servirem como fonte de alimento.

Os seres humanos que têm sua energia vital sugada por esses seres são condenados a viver a vida toda em uma espécie de transe, como se estivessem vagando no limbo.

Os raros seres humanos que conseguem sobreviver ao ataque são chamados de Nascidos (In-Birth) e se dedicam a exterminar essas ameaças durante a Noite Vazia.

O universo de UNIB é bastante rico e toda a estória é contatada por diversas perspectivas nos diversos modos de jogo. Infelizmente o jogo não tem dublagem ou mesmo legendas em português. A dublagem é toda em japonês e as legendas estão disponíveis em inglês, contudo a falta de domínio da língua certamente vai dificultar o entendimento de toda a trama.

O enredo é todo contato por imagens estáticas

Jogabilidade

A jogabilidade sem dúvida nenhuma é o fator mais importante em qualquer jogo de luta. E é exatamente aqui que UNIB brilha.

UNIB possui 3 botões de ataques (Fraco, Médio e Forte), que quando combinados geram combos de maneira bem fácil. Também fazem parte do Move Set de cada personagem Dash, Agarrão, Defesa e a Recuperação de Queda (quando o jogador pressiona um botão durante a queda para cair com o personagem em pé).

Obviamente todos os personagens possuem ataques especiais e combos avançados que podem ser vistos no menu de pausa do jogo.

Uma barra de especial (EXS ou FLS dependendo do personagem) está disponível nos cantos inferiores de cada jogador e funcionam exatamente como em qualquer outro jogo de luta.

O grande destaque fica por conta de uma segunda barra disponível no centro inferior da tela com o nome de GRD. Essa barra funciona como um cabo de guerra para os dois personagens que estão na disputa. A barra de GRD é preenchida a cada ataque que você acerta no seu adversário. E quanto maior a sua porcentagem nessa barra mais dano você causa ao inimigo.

Outra maneira de preencher a barra de GRD é segurando pressionado um dos botões no controle, mas durante esse período você fica vulnerável aos ataques inimigos. Exatamente nos mesmos moldes de Dragon Ball Fighterz (também da Arc System) quando os personagens estão carregando seus Ki.

Parece muita coisa certo? E realmente é! São muitas mecânicas e variações, mas a prática leva à perfeição. Além de que o jogo conta com um extenso tutorial com 179 lições para ajudar o jogador a “masterizar” todas as técnicas e elementos de UNIB.

Em resumo UNIB é fácil de jogar, mas difícil de dominar.

Seleção de Personagem

Modos de jogo

Com 21 personagens liberados já desde a primeira partida, UNIB conta com diversos modos de jogo. Os mais tradicionais também estão presentes como Arcade e Versus, porém as novas adições apesar de superficiais podem aumentar o fator replay. Em seguida uma descrição de cada um deles.

Arcade: apresenta a estória do jogo vista por cada um dos personagens com imagens estáticas e diálogos entre alguns personagens ao longo das 10 batalhas até o confronto final contra Hilda.

Chronicle: esse foi o modo que mais me decepcionou. Eu estava esperando um modo história nos moldes de Mortal Kombat, Injustice, Dead or Alive ou Street Fighter. Mas esse modo não passa de diálogos em cenas estáticas contando todo o enredo. Nenhum combate sequer e não faz nenhum sentido em um jogo de luta. São 22 capítulos de intermináveis diálogos.

Versus: nenhuma inovação, apenas as clássicas lutas que funcionam para partidas livres.

Network: nada muito diferente do esperado, oferecendo partidas casuais e ranqueadas. Testei jogando contra alguns amigos Online e não tive nenhum problema com Lag ou algo que atrapalhasse a experiência. Ao final de cada partida o jogo oferece a possibilidade de salvar o replay.

Score Attack: muito semelhante ao Arcade com 10 batalhas até a luta final contra Hilda. A diferença é que nesse modo o objetivo é acumular o maior número possível de pontos que ficam salvos para cada personagem que você joga.

Time Attack: as mesmas 10 batalhas com um cronômetro progressivo em andamento. O objetivo é chegar no final no menor tempo possível. E assim como o Score Attack o menor tempo fica salvo no perfil de cada personagem.

Survival: talvez o mais diferente e certamente o mais divertido. O objetivo é derrotar o maior número de adversários utilizando a mesma barra de vida. Os combates acontecem em um único Round e uma pequena quantidade de vida é recuperada após cada vitória.

Mission: aqui o objetivo é executar alguns combos pré-estabelecidos pelo jogo. Conforme o progresso avança a dificuldade dos combos vai aumentando. Uma boa opção para treinamento.

Além dos modos citados acima ainda temos o tradicional Training para ensaiar e testar novos combos, Customization onde é possível alterar a Skin dos personagens e personalizar o cartão Online do jogador gastando pontos (IP) acumulados ao longo das batalhas e por último o Gallery onde temos centenas de belíssimas artes que são liberadas com a jogatina bem como os finais e as artes do modo Chronicle.

Destaque para barra GRD

Sons e Gráficos

Graficamente UNIB é lindo e não poderia ser diferente. Com os personagens criados exclusivamente para o jogo, a liberdade criativa e o carinho com cada desenho e até mesmo na animação são notáveis. Os personagens são todos em 2D e, durante as batalhas, as animações são convincentes e entregam a qualidade já esperada da Arc System Works.

A trilha sonora também é muito boa, mas esquecível. O destaque fica apenas por conta música de abertura que é acima da média.

As dublagens (Todas em Japonês) também parecem ter sido bem feitas, mas é difícil julgar sem ter conhecimento da língua.

Veredito

Under Night In-Birth é um baita jogo de luta, e com a mão da Arc System Works não poderia ser diferente. O jogo é bonito, balanceado e apresenta uma variedade de modos de jogo acima da média para esse estilo de jogo.

Com uma jogabilidade fluida e acessível, ele consegue agradar aos jogadores casuais que buscam alguns momentos de diversão descompromissada e aos jogadores entusiastas dos jogos de luta que buscam complexidade e gostam de ficar estudando cada movimento disponível.

Golpes Especiais? Sim temos!

Durante minha experiência, joguei a maior parte do tempo com o console em modo Dock e com um Pro Controller na mão, que foi sem dúvida nenhuma a melhor experiência. Contudo, mesmo jogando no modo portátil a experiência foi satisfatória e foi possível sim ter uma boa atuação jogando nos pequenos analógicos do Joycon.

Vale ressaltar que como os personagens foram criados e pensados exclusivamente para o jogo não temos nenhum tipo de familiaridade com eles, mas bastam algumas partidas para que os nomes e características comecem a ficar gravados na memória.

Se você é fã de jogos de lutas certamente já conhece o histórico dar Arc System Works, pode comprar sem medo. Se você é um novato e está começando a se aventurar pelos caminhos dos jogos de lutas competitivos UNIB é uma porta de entrada e certamente vai agradar.

Trailer do jogo


*Este review foi escrito utilizando uma cópia fornecida pelos produtores do jogo