Um RTS em side-scrolling. Pode dar muito errado, ou muito certo. Como será que ele é? Confira abaixo.


Ficha Técnica

Título: Sword & Soldiers II Shawamageddon

Plataforma: Nintendo Switch

Tamanho: 400 MB

Desenvolvedora/Publicadora: Ronimo Games

Jogadores: 1 – 2 (online)

Em português: Sim

Gênero: RTS – Real Time Strategy

Save na Nuvem: Sim


O gênero de RTS, para falar a verdade, nunca foi atraente pra mim. Tive experiências somente com Age of Mythology, mas exclusivamente pela dublagem pastelão excelente em português brasileiro, pela história e pela mitologia envolvida. Jogava no modo normal e nunca consegui entender como que uma pessoa conseguia fazer unidades militares tão rápido como alguns players que já vi na vida.

Depois disso, tentei jogar Warcraft, mas não me atraiu e permaneci no Dota.

Até que fui surpreendido com a experiência em Sword & Soldiers II, um RTS em side-scrolling. Exatamente, um jogo de Estratégia em Tempo Real em visão de lado!!

Aprendizado

Usando e abusando do aspecto side-scrolling, Sword & Soldies II faz com que o aprendizado seja bem linear. A dificuldade e o aprendizado avançam com a campanha, de tal forma que em cada derrota você percebe o que errou e pode reiniciar a partida escolhendo novos elementos. Assim, ele é uma bela introdução aos jogos de Estratégia em Tempo Real, sendo ainda atraente por causa de suas imagens vivas e seus personagens amigáveis.

Cada novo elemento de jogabilidade é apresentado com a história, encaixando muito bem na campanha, sendo esses elementos as unidades, construções e magias. Dá para perceber que certos momentos foram criados unicamente para apresentar alguma novidade às mecânicas. Assim, a complexidade do jogo avança acompanhando o aprendizado, não desencorajando o jogador em momento nenhum.

Caso tenha alguma dúvida, é possível que o jogador consulte facilmente algumas dicas e tutoriais nas configurações do jogo ou no menu de pausa.

História

A história é bem simples, envolvendo vikings, goblins, demônios, persas, além de outras entidades e personagens mágicos. Ela começa com um grupo de vikings que encontram uma lâmpada mágica que é importante para os goblins, mas os vikings não se importam com ela e a tratam como um souvenir feio, mandando-a para vários lugares. Os vikings querem somente algum motivo para comer e guerrear.

Por ser simples, os desenvolvedores usufruiram muito bem do protagonista do jogo, o Barba-Ruiva, que é o responsável por muitos momentos de humor. Este bom humor tem como base a quebra de expectativa, mesmo sendo muitas vezes bem canastrão.

Um dos meus momentos preferidos foi quando uma churrasqueira apareceu aleatoriamente no meio da fase e o protagonista ignorou todo o sucesso e avanço da campanha para se alegrar com ela. E, claro, assim foi apresentado um novo elemento, agora somado à complexidade do jogo.

O gameplay, no geral, apresenta outros momentos que são detalhes simples, mas são como pequenos presentes que os desenvolvedores nos deram, como um brilhante momento em que o barco faz barulho de sirene de ré quando começa a andar de ré. É algo simples, mas que os desenvolvedores se deram o trabalho de fazer pensando na experiência que cada jogador teria com isso.

Um outro ponto que merece ser citado é o excelente trabalho de dublagem. Infelizmente não é em português, mas é em um inglês com um sotaque muito marcante e gostoso de ouvir. E por falar em português, as legendas em português estão muito bem localizadas. Existem alguns erros comuns de digitação e outros leves de gramática, mas nada que atrapalhe a imersão, apesar de serem pontos que a equipe de tradução poderia ter se atentado mais.

Conclusão

Mesmo não merecendo nenhum destaque a mais de trilha sonora, pois ela somente cumpriu seu papel de música de fundo, o jogo da Ronimo Games se destaca nos outros aspectos, fazendo com que o jogador consiga se distrair e se animar com os avanços e introdução de novos elementos e novas mecânicas.

No geral, a experiência com Sword & Soldiers II Shawarmageddon é ótima! Ele é perfeito para aqueles jogadores que são experientes no gênero RTS e querem um jogo bem-humorado e divertido, mas também é a introdução perfeita para aqueles que querem conhecer o gênero mas não querem começar com algo tão complexo. E o melhor: tudo isso sem deixar a diversão e os risos de lado!!

E aí, se animou para comprar? Se sim, vamos batalhar juntos!!

Nota*: Esta análise foi feita não considerando o jogo finalizado, mas com experiência o suficiente para falar com categoria sobre cada aspecto citado.

Trailer oficial do jogo


Esse review foi feito utilizando uma cópia enviada pelos produtores.