A EA anunciou que não lançará jogos para o Switch tão cedo, mas qual a surpresa nisso? Nenhuma! Trata-se da mesma empresa que gerou polêmica alguns dias atrás pelo fato de ter fechado um importante estúdio (Visceral Games) envolvido com o desenvolvimento de um jogo do Star Wars e, como desculpa, alegou que o game não estava de acordo com o que a empresa esperava. Então qual a surpresa ela simplesmente ignorar o console nintendista?

Vamos a um breve histórico: desde o anúncio do Switch, na apresentação de janeiro, mandou ao palco um representante que parecia um defunto para dizer, com toda a animação de um paciente em coma, que a EA estava extremamente empolgada com o Switch. Aquela noite era de festa e mesmo assim a EA não deu a mínima. Aliás, a EA não dá a mínima para a Nintendo há muito tempo e não seria agora que ela mudaria esse conceito. 


Entretanto, desde a E3 a empresa quis vincular novos lançamentos para o Switch às vendas de um jogo de futebol, desenvolvido com uma engine da geração passada e, como de praxe nos lançamentos dela, cheio de problemas absolutamente ridículos e que vão de encontro às nossas expectativas. A comunidade nintendista não engoliu esse desleixo e eles, querendo um motivo para abandonar o barco, fizeram birra e declararam que não há expectativa de suporte para o console.

Como você pode perceber, eu não sou um fã da empresa, muito pelo contrário! Porém, se me perguntar se eu gostaria de ter jogos da EA nos consoles da Big N, eu diria que sim, pelo simples fato de dar opção de games aos proprietários do Switch, pois acredito que quanto mais games, melhor e mais vendas o Switch terá.

Contudo, se a EA acha que ela pode chegar com qualquer lançamento feito “nas coxas” e, à la CAPCOM, vincular novos jogos às vendas de um produto superfaturado e/ou extremamente reciclado, talvez seja melhor que ela desista mesmo. Só peço que não nos obrigue a aceitar qualquer porcaria como condição sine qua non para desenvolver novos jogos. Se for nesses moldes, a porta da rua é a serventia da casa! E isso deve valer para EA, Capcom, Rockstar ou qualquer empresa que tente empurrar goela abaixo produtos reciclados, com limitações e/ou bugados.

Deixem nos comentários as suas opiniões sobre as atitudes da EA e de outras thirdies.

Até o próximo post!