Pedimos opiniões dos usuários do Switch que estão no nosso grupo do Facebook, e o post de hoje traz as opiniões deles. Agradecemos a todos que participaram e queremos que você, leitor, entre no nosso grupo e participe do próximo “Você no Controle”. Até lá!


Claudemir Júnior

Pra mim, único ponto negativo é que faltam jogos das third parties, mas acho que eles não esperavam que o Switch teria o sucesso que vem tendo e vão correr para lançar jogos pro ano que vem. Na verdade falta mais apoio das empresas ocidentais, as empresas japonesas estão investindo bem mais no Switch, com vários jogos já anunciados.

Meu videogame anterior era um XBox 360 (jogo no PC também) e não fiquei nem um pouco interessado no PS4 e no XOne, mas quando o Switch lançou… Pra mim, entre ter jogos das outras empresas e não ter jogos da Nintendo, prefiro ficar com os jogos da Nintendo mesmo. Claro que o ideal é juntar os 2. :D

De resto é só alegria! É impressionante como um videogame com esse hardware é híbrido. Ele roda qualquer jogo que as produtoras quiserem colocar nele. É só questão de trabalhar um pouquinho, diminuindo um pouco a qualidade gráfica ou usando outros artifícios, o que pode ser um problema, pois eles só querem fazer port rápido e ganhar dinheiro.

A diferença gráfica, que o Switch tem pro PS4, do Lego City Undercover e do NBA Playgrounds, por exemplo, é mínima, e a portabilidade do Switch é única.

Os Joy-Cons eu trato como o controles do modo portátil, ele funciona muito bem até quando encaixados no grip, mas o controle Pro é muito melhor e tem sensor de movimento também, arrisco dizer que é melhor que o do XOne e, com certeza, é muito melhor que o Dualshock. Quando você reparte o Joy-Con para um Multiplayer Local, nada mais é que uma gambiarra, não dá pra exigir muito. O interessante é que é possível fazer essa gambiarra em qualquer lugar.

De jogos, estou com MK8, Zelda e NBA Playgrounds, joguei o Arms no teste de servidor e gostei muito, era um jogo que eu não esperava muito mas é bom, compra garantida. Estou esperando muito o Splatoon, que ainda não joguei. To esperando também o NBA 2k18, Sonic Mania, Sonic Forces, e o Mario para esse ano. Estou satisfeito com os jogos, por ser o primeiro ano do console, mas queria muito que a Nintendo anunciasse um Pokémon e um F-Zero nessa E3.

E esse Zelda está muito F***. Eu, ao contrário do Will, amo o Ocarina of Time, mas o Breath of the Wild é o melhor! :D


Marcelo Gregório

Para mim o único ponto negativo é a falta de compatibilidade com o WiiU Pro Controller, fazendo o jogador que deu suporte para a Nintendo na época do WiiU gastar dinheiro com controle tudo de novo.


Gus Batts

O console é excelente, atualmente ando sem tempo pra jogá-lo de fato, mas até agora atendeu muito bem minhas expectativas. Em matéria de jogos, acho que até agora está muito bom. O Zelda, se você quiser zerar 100%, vai te consumir por um bom tempo. Nas horas vagas de jogo casual temos o Mario Kart, a biblioteca de indies até agora também é bem decente, sempre tem coisa legal pra se baixar e jogar. Pra finalizar Arms, que eu não gostei, e Splatoon 2 vêm aí. Acredito que quem comprou o console está de fato se divertindo ;D


Jow

O Switch chegou em uma boa hora pra mim, quando o 3DS já estava respirando por aparelhos e PS4 e Xbox One eram mantidos só para os grandes jogos dessa geração, como Persona, FFXV e Red Dead 2. Melhor que isso foi descobrir, na apresentação e Janeiro desse ano, que o Projeto NX não era uma mera caixa com poderes gráficos, e sim um meio termo dos consoles que eu já tinha, tudo isso com os melhores exclusivos do mercado. Peguei o Switch depois de um mês do lançamento, não fui premiado com um console defeituoso e tive a sorte de conseguir um bom preço, valeu a pena mesmo com poucos jogos no lançamento.

A primeira impressão é que tudo é muito pequeno, mas conforme o uso, percebe-se que ele realmente não é um console portátil, além de parecer frágil para essa função. Meu uso atual é no Modo Portátil, mas dentro de casa, deitado na cama ou vendo/ouvindo algo na TV, só arrisco a levar para lugares onde sei que ele não chamará tanta atenção.

Talvez eu não esteja decepcionado com a baixa quantidade de jogos porque eu já não esperava muita coisa, Zelda, MK8 e Odissey são as aquisições certas para esse ano, talvez Xenoblade 2 também entre nessa lista – caso consiga jogar o 1 antes. A certeza de que não teremos jogos AAA para o Switch surgiu quando abrir o Menu “Armazenamento” do console, 32gb (sendo 7 só do sistema) em pleno 2017 é uma vergonha, mesmo com a otimização de espaço que a Nintendo faz em seus jogos. Os controles são legais e o HD Rumble surpreende na qualidade e precisão, MK8 mostra muito isso, sendo possível até perceber os níveis de turbo que seu Kart sem precisar olhar para a tela (ainda assim, o 1-2 Switch não me convence).

Infelizmente, o console é para Nintendista e ainda sim é bom pensar bem antes de comprá-lo, pois tudo é muito cru e a maioria dos jogos são encontrados (muito mais baratos) em outras plataformas, mas o console tem seu potencial e acredito que o Switch terá um papel importante nessa geração de Games.


Estas foram as opiniões dos nossos leitores.

Até a próxima!