Nas redes sociais, fórums, grupos de Whatsapp ou em qualquer outro meio que envolva discussão entre duas pessoas, você sempre ouvirá as frases “a Nintendo é sempre a mesma coisa!” ou “os jogos da Nintendo são sempre iguais”. Eu digo sempre que isso depende do ponto de vista.

Os principais argumentos do pessoal anti-Nintendo acerca desse assunto é que Mario sempre tem que percorrer fases e fases para resgatar a princesa, Donkey Kong sempre busca as bananas, Link sempre tem um problema com Ganondorf e deve resgatar a Zelda, além de outros argumentos na mesma linha de raciocínio. Os argumentos das pessoas é, fundamentalmente, que as histórias que não mudam. Na minha humilde opinião, este pensamento é incorreto e ultrapassado.

Quando as pessoas falam que a “Nintendo é mais do mesmo” se esquecem de alguns fatos relevantes para a confecção de um raciocínio. Vamos a eles:

A maioria dos jogos lançados para outras plataformas são extremamente parecidos. Basicamente o que define um jogo, hoje em dia, é o seu gênero. Jogos FPS (tiro em primeira pessoa) são parecidos entre si! Survivor Horror idem. Jogos de luta e corrida, então, nem se fala. Claro que há mudança entre um título e outro, e ninguém aqui está dizendo que são jogos descartáveis ou desprezíveis, mas o fato é que seus núcleos são basicamente os mesmos. Está tudo tão parecido que, em uma rápida olhada, é difícil identificar qual jogo está sendo exibido em uma TV. Esse cara segurando uma arma é do Call of Duty ou é do Battlefield? Esses dois carros correndo são do Forza ou do Gran Turismo? Em sua história, é claro, os jogos são diferentes uns dos outros.

marioluigi

Agora, vamos analisar a Nintendo e seus jogos? Super Mario Bros, Super Smash Bros, Splatoon, The Legend of Zelda, Donkey Kong, Pikmin, e outros títulos são jogos memoráveis e amplamente identificáveis. A semelhança entre todos eles? São jogos específicos da plataforma Nintendo. Exceto um jogo indie ou outro que busca inspiração nesses jogos citados anteriormente e uma eventual cópia ruim do jogo Super Smash Bros feita pela Sony, dificilmente você tem um jogo no estilo Nintendo nos outros consoles, o que torna eles únicos. Se você for analisar simplesmente a história, realmente não muda! Mas a jogabilidade destes jogos são incrementadas ano após ano.

Ora, basta reparar que, quando você finaliza um jogo da Nintendo, você fica órfão daquele jogo. Não há similares para buscar e suprir a falta. Quando você finaliza, por exemplo, um jogo Call of Duty, você tem um monte de jogos parecidos para finalizar e que te proporcionam basicamente a mesma experiência. É tudo muito repetitivo e parecido.

A mudança descrita acima pode ser identificada nos Game Awards, prêmio tradicional dados aos melhores jogos. Não raramente temos um da Nintendo desbancando um tradicional. Foi assim com Mario Kart, Super Smash Bros e Splatoon, todos desbancando os jogos mais “sérios”. Sabe por que? Porque eles são diferentes! Mario Kart é diferente do Forza. Splatoon é diferente de Halos, Call of Duty, Destiny e Star Wars Battlefront. Super Smash Bros é diferente dos Street Fighters. Repare que os jogos “derrotados” possuem inúmeros representantes parecidos, mas os da Nintendo não tem concorrência, são “únicos”.

Como disse acima, ninguém está dizendo que um jogo é melhor que o outro nem que a Nintendo é um exemplo de perfeição. Apenas estou dizendo que não é correto dizer que a Nintendo “é mais do mesmo” ou que “os jogos da Nintendo são sempre iguais”. Não, isso não faz sentido algum nem é justo! O correto é dizer que a “Nintendo é mais do diferente” e que “os jogos da Nintendo são sempre diferentes”. Enquanto as empresas buscam o que está na moda, a Big N se mantém firme em sua proposta. Voltando ao argumento da história, todos sabemos que história nunca foi o forte dela, mas sim jogabilidade e novas experiência.

Claro que há outras empresas que se comportam da mesma forma e lançam “mais do diferente”. Rockstar, por exemplo, é uma delas!

vovozinhaVou utilizar uma metáfora para ficar entendível o que quero dizer: Nintendo é como aquela comida deliciosa da sua avó que, com o passar dos anos, fica ainda melhor. Tem muita gente que prefere a comida que sempre funcionou desde a infância e considera que não deveria mudar nunca, pois sempre foi perfeita! É o básico que funciona, torna-se inesquecível e te faz querer sempre mais! É o que faz com que mesmo os pratos mais elaborados dos restaurantes mais caros (os jogos dos consoles de última geração) não tenham a mesma representatividade. Afinal, avós temos poucos disponíveis e temos que aproveitá-los a cada minuto, por outro lado, temos vários e vários restaurantes.  E eu tenho certeza absoluta que esses chefes de cozinha aprendem muito com a alta culinária das avós para elaborar os seus pratos! Pode confessar que um almocinho na casa da avó tem sempre uma coisinha diferente, né? A única coisa igual em todos os almoços na casa dos avós são os personagens (pai, mãe, irmãos, tios, etc) e que a comida será, com certeza, deliciosa!

É isso aí pessoal! Essa foi a minha opinião sobre o assunto! Enfim, o que você acha disso tudo! Abro a discussão para que você participe! Vamos tentar manter uma discussão sadia e com respeito às opiniões diversas!