DestaquesGeral

Estamos sem tempo?

Recentemente me pus a pensar sobre um dos grandes efeitos colaterais do novo milênio: a falta de tempo. É bastante comum que encontremos pessoas reclamando da falta dele, falando: “eu não tenho tempo pra nada”, “eu não tenho tempo pra ir na academia” ou “eu não tenho tempo pra visitar ninguém”. No entanto, será que o problema é realmente o tempo?

Desde que o mundo é mundo os dias têm a mesma quantidade de horas, o que mudou é simplesmente o que fazemos com esse tempo que temos disponível. E um dos grandes vilões desse novo milênio é a tecnologia, que nos fornece tantas possibilidades que utilizamos esse tempo, muitas vezes, de forma até desordenada.

Tempo! Uma iguaria raríssima da atualidade.

O mais interessante é que, apesar das inúmeras reclamações, sempre procuramos coisas que demandam mais e mais horas de nosso dia. Queremos tudo sob demanda! Por isso maratonamos séries, filmes, vídeos no YouTube etc. Os jogos também entram nessa grande lista de atividades que buscamos para nos entreter. E sabe o que é mais engraçado em relação aos jogos? É que geralmente um jogo, para ser considerado um game que vale a pena, deve ter mais de 50 horas de história principal (dois dias inteiros de gameplay). Juntando todas essas “tarefas” diárias, temos o famoso ditado: de grão em grão, a galinha enche o papo.

Eu não estou livre disso, como vocês devem prever! Um tempo atrás, cheguei ao ponto de comprar um aplicativo para gerenciar minhas séries de TV, e tomei um susto ao ver que, nos últimos 2 anos, gastei mais de um mês da minha vida assistindo a séries. Aliando isso às horas de filmes, às de gameplays (principalmente de Zelda, rs) e às horas em que acesso a internet (redes sociais, notícias etc.), percebi que não é o tempo que “diminuiu”, mas eu que utilizo cada minuto do meu dia de forma um tanto quanto displicente.

Um outro exemplo: esse ano gastei mais de 200 horas ao todo com Zelda e Xenoblade Chronicles X. Dois únicos jogos me demandaram mais de 8 dias inteiros de vida. Não! Ao contrário do que você possa pensar, eu não vou parar de jogar videogames. Afinal de contas, eles me desestressam. Porém, analisando esses números absurdos, certamente tentarei gerenciar o meu tempo de forma a otimizá-lo. Se vou conseguir? Não faço a menor ideia!

Nem vi o tempo passar!

Creio que essa seja a realidade de muitos que estão lendo este post. O fato é que tempo existe de sobra, falta é aprendermos a gerenciá-lo. Assim como a gestão financeira pessoal é importante, a gestão das atividades no seu dia também é de suma importância. É claro que há exceções! Existem pessoas que, por exemplo, tem 2 ou 3 empregos, ou até mesmo que por questões de saúde (própria ou alheia), não possuem tempo para certas atividades. Entretanto, no geral “reclamamos de barriga cheia”.

Ressalto que este post não tem o intuito de criticar os hábitos de vida de ninguém, cada um é dono do próprio nariz e sabe o que faz com a sua vida. E eu também não sou a pessoa mais indicada para dizer como cada um deve ocupar o seu dia, pois sofro do mesmo problema. O objetivo desse artigo, meus amigos, é simplesmente fazer uma reflexão sobre os tempos modernos e suas consequências. Afinal, estamos realmente sem tempo ou estamos utilizando-o de forma “incorreta”. Quando vejo números tão expressivos assim, me bate uma certa preocupação. Talvez seja só a velhice chegando, mas resolvi compartilhar essas ranzinzices  da segunda idade com vocês, leitores.

No entanto, se eu puder dar algumas dicas para vocês que estão lendo, essas seriam: aproveite mais os seus dias com familiares e amigos, jogue bastante e se divirta bastante também. Outra dica: se você tem um amigo que não vê a tempo e que gosta de jogar, por que não chamá-lo para jogar com você? Switch está aí para aproximar as pessoas e quebrar as barreiras de tempo e distância. Enfim, há espaço para todas as atividades que você quer realizar, é só adequá-las ao seu dia e estabelecer prioridades. Ahhhh! Uma última, e não menos importante, dica: usem filtro solar, amiguinhos!

E você? Utiliza bem as horas do seu dia? Como você enxerga os tempos atuais? Aguardo as opiniões e discussões. Até o próximo post.

Gostou? Então compartilhe!

Tovar

Nintendista desde os 8-bits, pulei somente a geração GameCube (que recuperei com o Wii). Jogo em qualquer plataforma. Um fã de The Legend of Zelda, Donkey Kong, Mario, Mega Man, e de outros grandes nomes da indústria.